Pensa que é uma fraude?

É assaltado por pensamentos de que é uma fraude? Considera o seu sucesso sorte? Ou apenas porque se esforça? Acredita que vai sempre falhar apesar de acontecer o contrário? As suas conquistas nunca lhe parecem o suficiente? Se respondeu afirmativamente à maioria destas perguntas poderá ter sido afetado pelo Síndrome do Impostor. Não é uma doença, nem anormalidade. De forma geral, habita um Impostor na sua mente que semeia ideias de que as suas competências não valem assim tanto.

Os estudos indicam que o Síndrome do Impostor ocorre em pessoas de qualquer género, raça, idade e profissões e não está diretamente ligado à presença de depressão ou ansiedade.

As sementes deixadas na nossa mente, transformam-se em crenças enraizadas e verbalizações comuns como: “não foi nada de especial “, “qualquer pessoa conseguiria alcançar o mesmo” “apenas tive sorte” “se não me tivesse cruzado com a pessoa x, nada disso teria acontecido”.

E todos nós pensamos estar sozinhos com estas crenças. Duvidamos de nós em privado e acreditamos que mais ninguém faz o mesmo, porque não ouvimos as suas vozes internas.


Deixo-lhe 6 sinais que podem significar que tem síndrome do impostor:

1. Pensa que não merece o seu sucesso

Associa sempre o seu sucesso a causas externas em vez de o relacionar com as suas competências. Como se nunca dependesse de si as conquistas. Diz ter sido sorte ou porque se esforçou. Nunca observando as suas habilidades.

2. É um perfeccionista ou procrastinador

Espera até ao último minuto para completar e/ou iniciar um trabalho ou coloca mais esforço num projeto do que o que é necessário para ser perfeito? Se sim, o seu síndrome do impostor agarra o perfeccionismo e a procrastinação como mecanismos de defesa para lidar com os sentimentos de inadequação. E assim indicar que o seu sucesso foi um mero acaso de sorte ou trabalho árduo, em detrimento das suas competências.

3. Tem medo de ser exposto como uma fraude

Usualmente sente-se ansioso porque receia que os seus pares vão descobrir que é uma fraude. O síndrome do impostor está ligado a uma baixa auto-confiança que faz com que pense que não é talentoso ou precisa de se esforçar ainda mais para que ninguém note a sua falta de habilidades

4. Medo de falhar

Sente-se humilhado ou envergonhado quando falha em alguma situação. Pessoas com síndrome do impostor sentem altos níveis de ansiedade quando perspectivam a falha. E podem construir erros na sua cabeça que os assustam e sobrecarregam. Este medo de falhar pode paralisá-lo e sentir a necessidade constante de ser o melhor.

5. Precisa ser o melhor

Quando está habituado a ser o melhor pode sentir-se emocionalmente sobrecarregado quando percebe que os outros são tão bons quanto você. E pode ficar desapontado com as suas competências e desvalorizar-se perante os outros.

6. Compara-se com os outros

Comparar-se constantemente com os outros pode ser uma armadilha emocional. Tende a comparar-se com pessoas mais bem sucedidas, considerando que não tem valor porque não alcançou a meta X ou Y.



  • E agora como combater o Síndrome Do Impostor?

  • Deve partilhar com os outros o que pensa e sente acerca de si. Ao fazer isso vai perceber que não está sozinho nesta batalha. Ao revelar este “segredo”, ele perde força e ganha mais liberdade emocional.

  • Agarre o feedback positivo de quem o rodeia e coloque no seu portfólio de conquistas e separe para o arquivo morto o peso da auto-crítica.


Quer mais dicas para banir o Síndrome Do Impostor e aumentar a sua confiança? Veja o nosso post.


Seguir no Instagram

+351 964 238 128

 

info@carolinaferreira.com 

Rua de São Gonçalo, 55 Fração A 9500-297 Ponta Delgada

© 2020 by Carolina Ferreira. Proudly created by JL & Company.