Será que (sem se aperceber) desistiu do amor?

Já sentiste que não consegues ter sorte no amor? Não importa o quanto tentes, e até estás tentando todas as coisas. Sais para conhecer novas pessoas, utilizas aplicações de encontros, tentas envolver-te em conversas com pessoas à espera de encontrar uma conexão mais profunda. E estás de mente aberta para a possibilidade de encontrar o amor. Apesar de tudo isto, estás a começar a te sentir desanimado? Estás te a perguntar onde está o teu par? Namorar pode ser uma experiência assustadora. Se ser vulnerável, nem sempre, é algo que combina contigo, é ainda mais assustador. As diversas experiências vão-nos marcando e dificultando o trajeto, especialmente com a falta de contato social e físico trazido pela pandemia.


Aqui estão seis sinais comuns de que, involuntariamente, podes, ter desistido do amor.


1 - Se um encontro não corre bem, ou como planeado tu desligas

Antes de ires para um encontro, tens certas expectativas apenas para descobrires que ficam muito aquém? Podes sentir que tens uma boa conexão com a pessoa antes do encontro, mas quando se encontram pessoalmente, não parece certo. Mas em vez de seres honesto com essa pessoa e dizeres-lhe o que estás a sentir, culpabilizas-te por não conseguires encontrar a pessoa certa e poderes sentir que estás começando a desistir mentalmente.



2 - Não aproveitas mais oportunidades para conhecer pessoas novas

“Eu sei como vai ser” ou “sei que não vai funcionar”. Estas frases soam-te a familiares? Fechas potenciais oportunidades para que amigos ou familiares te coloquem em contato com alguém porque rapidamente assumes que vai ser um desastre. Agora percebes que cada vez é mais difícil baixar a guarda e sair dessa mentalidade negativa. Se achas que preferes ficar em casa a ver a Netflix do que sair e conhecer pessoas novas, pode indicar que estás a desistir de buscar o amor.


3 - Sentes ciúmes quando vês ou estás perto de outros casais.

Já sentiste que todos ao teu redor estão num relacionamento, menos tu? Sentes-te constantemente como a terceira opção? Podes notar que os teus amigos estão começando a estabilizar em relacionamentos de longa duração, vão viver com o seu amor e até estão a casar. Vês-te cada vez mais longe deles. Se estás triste e/ou com raiva por estares solteiro, estar perto de pessoas que estão romanticamente envolvidas, pode ser bastante difícil de lidar e até aumentar toda essa dor.


4 – Acreditas que ninguém é honesto numa relação.

Já estiveste num relacionamento em que foste alvo de gaslighting (violência emocional)? Já recebeste ghosting de alguém (subitamente, sem explicação, a pessoa desaparece da tua vida)? Estas e outras experiências alimentam uma visão negativa das relações. Construíste uma muralha ao teu redor para evitares que isso aconteça novamente. Às vezes, pode parecer mais fácil rotular todas as pessoas como manipuladoras e desistir da possibilidade de amar. Em vez de enfrentar o desafio de encontrar e fazer funcionar com uma pessoa maravilhosa.


5 - Podes considerar contentares-te com alguém que não amas ou com quem tens expectativas irreais.

Há benefícios em teres um parceiro de vida, mesmo que vocês não estejam verdadeiramente apaixonados um pelo outro. Podes estar perfeitamente feliz com isso. No entanto, por outro lado, podes sentir que precisas de te contentar/amanhar em vez de esperares/procurares pelo amor da tua vida. Se sentes que te estabeleceste ou estás te contentando com alguém, isto pode sugerir que estás perdendo a fé na verdadeira magia e estás a guiar-te pelo medo de ficar sozinho (ou outro medo). Por outro lado, podes definir expectativas irreais sobre com quem desejas estar, quando na realidade esta pessoa pode não existir. A tua checklist desmarcada pode resultar em desistires completamente da perspetiva do amor.


6 - Sentes que és incapaz de amar profundamente outra pessoa.

Sentes como se nunca tivesses te apaixonado? Questionas os teus relacionamentos anteriores? Todo este questionamento fez desafiar a tua perceção do amor. Se era real, por que não era suficiente? Começas a duvidar de ti mesmo porque acabou mesmo quando deste tudo de ti.


Sem querer, questionas-te se algum dia serás capaz de amar alguém, ou se poderás ser amado por outra pessoa. Sentires-te em baixo quando um relacionamento não funciona, não é algo de que te devas envergonhar, isso não significa que toda a esperança esteja perdida, e certamente não te rotula como menos capaz. É importante saberes que estes são sinais comuns, mas isso não significa que desististe do amor ou que não podes sentir amor.

Falar com pessoas em quem confias, se tiveres pensamentos negativos sobre relacionamentos ou namoro pode ser uma grande ajuda. Um Psicólogo pode ajudar-te a remediar estes pensamentos e começar de novo. Portanto, mantém-te forte e nunca deixes de lado aquilo em que acreditas.