Como pode o Journaling ajudar no seu bem-estar?

Tenho vindo a falar muito no aumento de stress e incertezas que ocorrem nas nossas vidas. Num mundo cada vez mais caótico, rápido e imprevisível, precisamos de ativar estratégias que nos protejam. No meio das inúmeras técnicas que tenho vindo a partilhar, deve ter reparado que falei do Journaling. Na realidade, esta técnica tem vindo a ganhar imensos adeptos ao longo dos últimos anos, mas primeiro vamos decifrar o que é o Journaling.


O que é o Journaling?

Para simplificar, vou usar o exemplo de pessoas que mantinham um diário quando eram muito novos. Pegavam nesse diário e escreviam tudo o que lhes vinha à cabeça: preocupações, frustrações, segredos... Enfim, tudo aquilo que geralmente não se sentiam confortáveis para contar aos seus pais ou amigos. Fazer Journaling enquanto adulto é muito semelhante e a técnica permanece igualmente simples: uns minutos a sós, um caderno e uma caneta. O Journaling não tem regras estabelecidas. É uma prática altamente recomendada por trazer inúmeros benefícios associados.


Quais são os benefícios do Journaling?

  • A auto-descoberta, com maior clareza e foco: Quando pratica uma escrita consistente, com o tempo aprende a priorizar os seus problemas, medos e preocupações porque se vai tornar mais consciente daquilo que o preocupa, mas também daquilo que necessita. Tenha em atenção que não precisa só de escrever sobre as coisas negativas da sua vida. As coisas boas também merecem e devem ser destacadas! São elas que o vão fazer sorrir enquanto escreve e vão ajudá-lo(a) a praticar a gratidão mais conscientemente. Além disso, quando queremos conhecer mais intimamente uma pessoa, uma das melhores maneiras de o fazer é alimentar uma boa conversa, recheada de partilhas inesperadas e trocas de ideias interessantes. Acabamos por ver o outro lado da moeda dessa pessoa e passamos até a encará-la de outra maneira. Pois, o Journaling possibilita isso mesmo, mas consigo. Conhecer-se profundamente a si mesmo(a) é extremamente importante para garantir o seu bem-estar ao longo da sua vida. Por que digo isto? Ao ter consciência dos seus receios, frustrações, das coisas que o/a fazem feliz, entusiasmado(a), apaixonado(a) pela vida e, acima de tudo, dos seus limites você será capaz de nutrir relações mais saudáveis à sua volta. Conseguirá comunicar às outras pessoas o que elas podem ou não esperar de si, mas também explicar-lhes as suas expetativas. Por isso, aproveite este momento em que pode deitar para fora os seus pensamentos sem vergonha ou julgamento para consigo mesmo(a). Aceite que tudo o que se passa no seu mundo interior é válido e deve ser tratado com respeito.

  • Conhecer os triggers que ativam a ansiedade em si e definir estratégias: Ao fazer Journaling vai reparar em padrões de sinais e reações que tem em determinadas situações. Ao perceber o que causa mais frustração na sua vida, poderá criar estratégias para aprender a lidar com elas e a fazer o seu seguimento. Na vida é importante fazermos um passo de cada vez e um dos passos mais importantes é reconhecermos o problema quando ele existe e entendermos exatamente o que o causa. Só assim poderemos encontrar uma solução com clareza.

  • Estimulação da criatividade: Escrever é como andar de bicicleta, nadar ou conduzir - quanto mais o fizer, melhor fica. Ao praticar Journaling consistentemente, irá descobrir estilos de escrita que são mais interessantes e cativantes para si. Poderá encontrar prazer em escrever uma prosa, misturar ilustrações com palavras ou até redigir um pequeno poema, expressando o que lhe vai na alma. A arte revela-se muito terapêutica em situações de elevado stress.


Como pode começar a fazer Journaling?

A minha recomendação é não pensar demasiado porque isso pode impedi-lo(a) de dar este passo. Não olhe para isto com demasiado julgamento ou seriedade. O Journaling é uma técnica que visa trazer-lhe prazer, conforto e tranquilidade e é assim que deve encará-lo.


No entanto, deixo-lhe aqui algumas dicas:

  • Procure escrever um pouco todos os dias. Reserve uns minutos por dia só para este momento a sós consigo mesmo(a). Isto vai ajudá-lo(a) a criar uma rotina.

  • Não complique. Não precisa de um diário ou caneta especial.

  • Expresse-se da maneira que o/a faz sentir mais confortável. Não precisa de se limitar a palavras. Desenhe, faça rabiscos, cole fotografias. Dê asas à sua imaginação e pode vir a descobrir que essa não tem limites.

Visite o meu blog para mais artigos com técnicas que o/a podem ajudar a encontrar mais tranquilidade e paz interior. A minha equipa também está sempre ao seu dispor para o apoiar. Não hesite em entrar em contato connosco a qualquer altura.